sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Caso Scolari/Baía



Para quem diz que a "novela" Cristiano Ronaldo durou quase todo o Verão, mais precisamente antes, durante e após o Euro 2008 eis que surge mais um capítulo da "novela" Scolari/Baía; esta sim, bem ao estilo «Morangos com Açúcar» pois a verdade é que já lá vão 4 anos desde que o ex-guardião do FC Porto foi excluído da convocatória para o Europeu de 2004, sem qualquer explicação do então Seleccionador Nacional Luiz Felipe Scolari, parecendo não haver fim à vista, como se pode, aliás, ver nas edições online dos jornais "O Jogo" e "Record".
À partida tudo parecerá normal - afinal de contas, de que viverá a imprensa desportiva sem todo este habitual gossip? - não fosse o Vítor Baía, actualmente, director das Relações Externas do FC Porto. É que, ao que parece, Baía chamou "cobarde" a Scolari por este continuar a não dar satisfações do porquê da sua exclusão, em opinião daquele, prematura.
Ora, a única questão que me veio a cabeça foi: mas será compatível uma idiossincrasia (ainda) melindrada como a do Baía com uma posição como a de Relações Externas? Será bom para a saúde do FC Porto? Será bom para a saúde de Vitor Baía como dirigente desportivo?
Não esqueçamos que, hoje, já não é o guarda-redes Vítor Baía num «ping-pong» com o Seleccionador Nacional; mas sim um dirigente de um clube de futebol - com peso na cena europeia e internacional - numa troca de galhardetes com um treinador de outro clube igualmente com peso na cena do futebol. Sem esquecer, ainda, que o agora clube de Scolari (Chelsea FC) levou, no passado recente, alguns jogadores do FC Porto como foram os casos de Ricardo Carvalho, Paulo Ferreira, e agora Bosingwa, todos eles por somas consideráveis...
Scolari esse, afirma e continuará a afirmar que "voltava a fazer as mesmas escolhas"...
Facto é: fez-se mais umas capas de jornais à conta desta "novela".
P.S.: será que Romário ainda «melga» também o Felipão pedindo-lhe satisfações pela não convocatória do Mundial 2002, ganho esse ano pelo Brasil?

5 comentários:

Mós disse...

o jornalismo está podre... ahahah
epah, estas coisas de revistas cor-de-rosa chateiam-me profundamente e acho que devia haver um boicote por parte da imprensa aos futuros (já não vale a pena teimar sobre o passado) desenvolvimentos!
remetê-los para o desprezo...
afinal de contas, o chocolari deve aluma coisa a alguém? deve justificações ao baía?
deixem-se de merdas...
são piores que as teenagers das telenovelas!

André disse...

Pois. É que o chocolari só chegou à final de um Euro (ok, vão todos dizer que perdeu em casa e vs a Grécia, mas bom, chegámos à final, a verdade é essa) e conseguiu um 4º lugar num Mundial. Coisa pouca! (nao há quem tenha feito melhor que ele...)

Por outro lado, Baía, é (salvo erro) o (ex)jogador com mais títulos no mundo/europa?

Enfim, tirando as abébias do Ricardo no jogo com a Alemanha este ano no Euro, nao creio que Portugal nao tenha ido mais longe por estar lá o Baía ou por deixar de estar.

De qualquer maneira, agora já nao é o Baía nem o Ricardo. Agora é Quim. Veremos ;)

Rita disse...

Por vezes, e com muita pena minha, o que é o futebol senão nada mais nada menos que uma novela que começa nas quatro linhas e acaba nas revistas cor-de-rosa ou até mesmo em livros? =/

André disse...

Cara rita, tem razao. Acontece vezes demais. Mas, felizmente, ainda se vê em campo momentos mágicos, como o primeiro golo do Hulk pelo FCP, como os livres do C. Ronaldo, ou dribles do Messi. É por estes momentos, que vale a pena ver o espectáculo futebol. O resto sao jogos florais. O pior é quando têm influência (in)directa no campo.

Mós disse...

"É por estes momentos, que vale a pena ver o espectáculo futebol."

ou não! ahahah
futebol é umd esporto demasiado "verde"