quinta-feira, 22 de abril de 2010

A selva internauta



José Pacheco Pereira parece ser o único com a clarividência suficiente para verificar uma coisa que me parece bastante evidente: a internet é uma selva. Sem regras, mais parece o faroeste.

Todos os dias, na blogosfera - e também pelos twitters e redes sociais fora - de tudo um pouco é possível: começando na calúnia, passando pela difamação e terminando na maledicência pura, dura e gratuita.

Ora nas caixas de comentários - também nas edições de jornais online, p. ex. - ora nos blogues, ora sei lá.

Talvez por isso o blogue de Pacheco Pereira não tenha em aberto uma caixa de comentários - corta-se o mal pela raíz.

Se quanto aos "anónimos" a maledicência é o pão nosso de cada dia, internautas há que, identificados, e alguns até com estatuto de figura pública ou semelhante, praticam a má-língua com uma leviandade tremenda.

Convém entender - tal como Pacheco Pereira já teve oportunidade de frisar no seu novo tempo de antena em Ponto Contra Ponto, na SIC Notícias - que as regras e as leis aplicadas lá fora têm o mesmo peso e a mesma aplicabilidade cá dentro, na internet. Na teoria, claro. Na prática não vejo isso, ainda, a acontecer de uma forma sustentada.

Fica a nota.

4 comentários:

Mós disse...

Porra fiuza... até parece que ele foi o único a chegar a essa conclusão... de certeza que tu tambbém já tinhas pensado nisso, não?
Caramba... se até o próprio mundo não deixa de ser uma selva quanto mais a internet!
Afinal de contas... não passamos todos de um bando de animais!

André disse...

Mos, ja chegámos todos a essa conclusao, é verdade. Mas repara, pratica-se (e como digo, inclusive figuras PUBLICAS) como se nada fosse. E apesar de "todos" sabermos isto, nao se vê "ninguém" a apontar o dedo a este "flagelo" com excepção, talvez, aqui ao nosso "amigo" Pacheco Pereira. Só sublinhei por baixo a nota dele.

Carlota Siéva disse...

Acredito que em breve sejam tomadas medidas para evitar ou contornar este tipo de assédios.

Bonito bonito, é quando vês estados com boquinhas que ainda por cima estão mal escritas: hades pagar pelo que fizes-te! não gostas ALT + F4!!

Um deleite.

André disse...

lol :p

ha-des ha-des!