sábado, 6 de março de 2010

A problemática dos centrais





Jogo PES há muitos anos. Não há muitos, vá, mas há alguns, seguramente.

Contudo, do alto da minha ignorância, reivindicava para mim algo que, neste jogo, aquando da marcação - por exemplo - de pontapés de canto, não sucedia. E era o quê? Os centrais da minha equipa nunca estarem lá. Passava-me com isso. Mas, finalmente, e um pouco ao acaso, lá descobri como enviar para a frente os centrais na marcação de bolas paradas. É algo que, incrivelmente, não vem por defeito no jogo.


E que diferença...


Nas minhas jogatanas dominicais passei a vencer ao meu adversário mais directo, o F., com margem de muitos golos. Aliás, no domingo passado, num livre marcado no meio do rua, aparece Puyol, na área, a finalizar. E que golo.


E isto porquê? Porque descobri como enviar os centrais lá para a frente. Aleluia... uma coisa tão banal do futebol moderno, mas que não acontecia, na prática, nas minhas equipas do PES.

F., põe-te a pau. Vai ser difícil agora sair do fosso de resultados em que te encontras. Lamento.

6 comentários:

Miguel disse...

Mas pensa,e se falhares? Contra ataque rápido, onde estão os teus centrais?

Estás a correr um risco enorme,pois deixas uma autentica auto-estrada...

André disse...

Miguel, a tua observação é justa. E mais justa é em toda a situação de bola parada que não o pontapé de canto (a meu ver).

Agora, é completamente ridículo, no pontapé de canto, eu olhar para a área e ter lá 2 ou 3 gatos pingados, baixinhos, e sem capacidade finalizadora aerea. É nessa medida que é preciso homens na área, tipo Sol Campbell, com quase 1.90m (tu que és arsenalista) a coadjuvar, por exemplo o Bendtner. Agora, só tar lá o Ramsey, o Nasri, e coisas que tais, é um canto desperdiçado e uma oportunidade de golo desperdiçada.

Auto-estrada é evitável, pois normalmente é fácil ganhar a "segunda bola" ou o "ressalto", e sao os laterais que ficam lá atrás, que correm bastante, caso exista contra-ataque. Enfim, há o risco da auto-estrada, é obvio, mas é um risco menor ainda assim. Agora, ou és uma equipa atacante e entras no jogo pa ganhar, pressao alta, etc, ou entao ate num pontapezinho de canto ficas lá atrás, encolhido no teu meio-campo.

Percebo a tua observação, mas é uma mentalidade de um Hull City, e nao de um arsenal na luta pelo titulo.

Eu quando jogo PES, tou sempre a lutar pelo titulo; tenho que mandar os homens pa frente :p

grande abraço!

gama86 disse...

Gostei foi da "margem larga"... Num jogo feito as 8h da manhã, comigo acordado ha 24h, todo jodido, e dps de ter dado uma limpeza de quase 10 jogos ganhos seguida...

Ou espera, foi quando descobriste como enviar centrais para a frente que me conseguiste ganhar? :O

A. eu admito, nesse momento, foste superior.

Hasta

André disse...

loooooooooool tenho imensa pena duma coisa. Este post (e juro-te por tudo) foi escrito sábado de manhã. Isto é, antes de todos os resultados e todos os jogos que fizemos neste sábado pa domingo. Snif, snif. Mas claro, leste o post depois de perder com "margem de muitos golos" efectivamente, (professia?) é normal que fiques assim, todo ressacado, e com granda azia! (AHAHAHAHAHH! desculpa gamanov!!)

Ou seja, escrevi isto antes de te dar as cabazadas deste f-d-s. Mas só agora leste o post :(

4-0! com as mmas teams! ahah ohoh uhuh ihih xD

João disse...

LOL é isso A.
Só tenho uma coisa a argumentar...
não tens razão então ao dizer, e passo a citar:
"É algo que, incrivelmente, não vem por defeito no jogo.".
Ora bem pelo contrário, essa questão dos centrais não subirem vem mesmo POR DEFEITO no jogo, daí eles não subirem! =P
private...

André disse...

hein? joao, calma. tu "nunca" ficas "alterado"!